domingo, 13 de janeiro de 2013

Plano Acção 2013

- INTRODUÇÃO -
Fundada em Dezembro de 1909, como Associação de Socorros Mútuos, a UAV com sede na Avenida Carvalho Araújo, em Vila Real, registada por escritura pública de 30 de Novembro de 1919, caracterizou-se ao longo da sua história, pelo papel pioneiro desempenhado nas várias relações de solidariedade, recreio, educação e desporto com os seus associados e familiares.
O seu objetivo principal é proporcionar condições para o desenvolvimento de diversas actividades nas diversas áreas de acção (social, desporto, cultura, lazer, recreio, entre outras), através do funcionamento de várias respostas/valências, adequando-se à realidade, aos problemas evidenciados, na dimensão das necessidades dos mais vulneráveis, nomeadamente a população mais carenciada.
O seu papel cultural ao longo do tempo não pode ser esquecido e, é também de destacar, tendo em conta os vários grupos (musicais, desportivos, teatrais e outros) que sempre ajudaram e contribuíram para promover a cultura individual e colectiva, sem barreiras sociais, geracionais ou de outra ordem.

O presente plano de acção coincide com o segundo ano de mandato da Direção eleita em Novembro de 2011 e, pretende introduzir linhas orientadoras para a conclusão das acções em curso, para o seu alargamento, com novas valências, sem perder de vista a garantia de estabilidade e a sustentabilidade da UAV.

Para a sua concretização será fundamental a participação e o empenho, cada vez maior, de dirigentes, sócios e amigos da UAV.

De igual modo, à semelhança do que temos defendido, será fundamental a promoção de novas formas de comunicação, reforçando a proximidade com todos os associados e o relacionamento entre eles, bem como, aumentar o diálogo entre todas as Colectividades do concelho, de modo a conseguir que seja mais fácil trabalhar, garantindo um caminho único, de excelência, rigor e inovação, proporcionando ferramentas úteis de trabalho para todos.

A exemplo dos anos anteriores, serão mantidas e reforçadas as parcerias e intercâmbios existentes com as diversas entidades e grupos, acolhendo, apoiando e participando, em todas as iniciativas coincidentes com os nossos princípios, especialmente nas iniciativas de carácter social.

As preocupações para 2013 estão claramente identificadas pelas famílias: o desemprego, a dificuldade de acesso aos medicamentos e á saúde, a falta de respostas de apoio às crianças, aos jovens e aos idosos, as dificuldades entre a vida profissional e a vida pessoal, a falta de alimentos e de outros cuidados essenciais (apenas para enumerar as mais importantes). No nosso entender, são essas as razões e motivações, pelas quais a UAV, deve pautar o seu direcionamento, urgente, e ainda mais necessário, no contexto actual, sendo por esse motivo crucial, promover o reforço da sua dimensão de proteção social, de forma a prevenir o possível agravamento de novos riscos sociais.

Mais de 100 anos passados da sua fundação, curiosamente, a UAV é chamada de novo, a dar respostas a muitos destes problemas que estiveram na génese da sua fundação. 

                           - PROGRAMA DE ACÇÃO 2013 -

O objetivo deste Plano de Atividades é descrever sumariamente as atividades que a UAV se propõe a desenvolver durante o ano de 2013, tendo em conta o crescimento da sua actividade, e, sobretudo, a diversificação de serviços prestados, alargando a sua presença na área do apoio social, e de benefícios aos seus associados, reafirmando os princípios que regem o compromisso assumido pela Direcção.

Na elaboração deste Plano foi tida em conta a situação actual, e consideramos que apesar das contingências e da conjuntura económica verificada, o mesmo, apesar de ser bastante ambicioso será colocado em práctica.
- Objectivos Operacionais
·        Envidar todos os esforços possíveis no sentido de melhorar as condições físicas da Sede
·        Certificar e protocolar valências/equipamentos como “ferramentas” para toda a comunidade
·        Analisar as alterações legais em matéria de arrendamento
·        Equacionar possíveis alternativas que permitam alcançar melhores condições físicas e de funcionamento
·        Equacionar a candidatura a sistemas de incentivos nacionais, no âmbito do projecto ON2 – O Novo Norte, Eixo Prioritário IV – Qualificação de Sistema Urbano – Equipamentos para a coesão social
·        Melhorar as condições de segurança
·        Realizar um simulacro de incêndio
·        Desenvolver contactos institucionais com associações de outros países
·        Criar condições para o bom funcionamento dos diversos grupos de trabalho/secções

– Funcionamento e Organização

Como referido na análise do Plano de Actividades de 2012, será ainda continuado:
·        O esforço de reorganização dos serviços administrativos
·        A digitalização e compilação de toda a história associativa existente
·        A recolha de testemunhos dos associados com maior vida associativa
·        Campanha de “Novos Sócios” e de “Marketing & Obra”
·        Participar nos conselhos, comissões, grupos de trabalho e demais actividades de âmbito nacional, em que a UAV esteja representada
·        Desenvolver contactos institucionais com outras associações mutualistas
·        Reforçar o papel das novas tecnologias como ferramenta para o uso de todos

- Objectivos de carácter específico

CENTRO DE CONVÍVIO “JOAQUIM BARREIRO DOS SANTOS”

Face ao actual contexto social, tal como referido anteriormente, o trabalho a desenvolver centra-se na certificação desta valência e na consolidação dos apoios prestados aos associados, bem como na implementação de outros que permitam não só alargar a resposta disponível, como impedir o agravamento das condições de vida, sobretudo dos mais necessitados e/ou em situação de emergência social.

ACTIVIDADES GERAIS

•Desenvolver atividades de informação (a) numa multiplicidade de domínios, e atividades de animação socio-cultural (b) envolvendo toda a comunidade, fomentando a participação, com o objetivo de, contribuir para assegurar a acessibilidade de todos aos diferentes serviços, e de (c) realizar um diagnóstico social mais profundo para um melhor planeamento futuro das acções/valências a desenvolver.

a)        Informação

Prestação de esclarecimentos e de encaminhamento quando necessário, para as estruturas adequadas, de modo a permitir a obtenção de uma adequada e actualizada informação e orientação sobre os recursos existentes, direitos e deveres, benefícios regulamentados e formas de procedimentos ou esclarecimento de dúvidas.

b)        Animação Socio-cultural

Realizar protocolos no sentido de prevenir e reabilitar em situações de exclusão social. Despertar as capacidades/potencialidades dos indivíduos, famílias e grupos, considerados como um todo, de forma a responder às suas necessidades e solicitações. Continuar a fomentar o voluntariado activo, quer em parceria com o “mysocialproject”, quer em parceria com outros projectos.

c) Diagnóstico Social

Realizar os estudos e as reuniões necessárias de forma a garantir a adequada resposta a implementar face às necessidades diagnosticadas. Proporcionar os meios e os recursos que possibilitem aos associados e suas famílias planear a vida de forma organizada e autónoma.

ACTIVIDADES PERIÓDICAS

·        Dia Nacional das Colectividades (31 de Maio)
·        Passeio cultural
·        Convívio dos Santos Populares 2013 (Santo António, São João e São Pedro)
·        “I Sardinhas Open Air” – festival de bandas de rock do concelho de Vila Real ao vivo no São João (dia 23 de Junho) na Avenida Carvalho Araújo
·        Passeio Recreativo de Verão
·        Dia Mundial do Mutualismo (25 de Outubro)
·        103.º Aniversário da União Artística Vilarealense (1 de Novembro)
·        Convívio de São Martinho (11 de Novembro)
·        Convívio de Natal
·        Promoção e participação em outros convívios (nomeadamente o Convívio de Idosos do concelho) envolvendo também os idosos da comunidade
·        Torneio de jogos de salão (de modo local e participação com delegação na fase final do Campeonato Nacional da CPCCRD (Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto)
·        Organização da Semana da Dança de Vila Real em parceria com a JAAD (Jorge Almeida Academia de Dança)

 ACTIVIDADES DE APOIO

·        Rastreios diversos
·        Ginástica de manutenção (promoção de saúde e do bem estar psicológico e físico)
·        Outras actividades decorrentes da iniciativa de parceiros ou outras entidades.
·        Informática – curso de iniciação à Informática e ao contacto com as novas tecnologias
·        Centro de trabalhos manuais, Oficina Ocupacional
·        Sessões de cinema (documentários e filmes do interesse dos associados)
·        Astrologia na UAV
·        Torneios de jogos de salão diversos
·        Apoio á prova da Taça Nacional de Cadetes, organizada pela Associação de Ciclismo de Vila Real e pela Federação Portuguesa de Ciclismo (UVP/FPC)

Em parceria com o projeto municipal de apoio social, já existente, estudar a melhor forma de apoiar famílias com a distribuição de bens alimentares, entre outros, de forma a contribuir para a resolução de situações de carência alimentar de pessoas e famílias desfavorecidas.

Continuar o trabalho de articulação e parceria com diversas entidades, de forma a permitir maior conhecimento, qualificar o trabalho desenvolvido, colmatar insuficiências resultantes e fomentar o contacto entre organizações/colectividades, famílias e a comunidade.

ACTIVIDADES CULTURAIS, RECREATIVAS, DESPORTIVAS

A promoção do desenvolvimento cultural, desportivo e recreativo dos associados e seus familiares, é um objectivo estatutário da UAV, podendo a Direcção promover a constituição de comissões e/ou secções para a realização destes, como de outros, objectivos estatutários.

Assim, a actividade a desenvolver pela UAV em 2013 resultará, tal como habitualmente, não só da iniciativa da própria Direcção, com o apoio de associados, familiares e amigos, mas também da iniciativa das várias secções ou de entidades parceiras.

Importa por isso recordar, que a UAV continuará sempre aberta ao acolhimento daqueles que a procuram para apresentar os seus trabalhos ou outras iniciativas culturais.

Levado a cabo com enorme (total) economia de meios, a sua programação estará dependente dessa participação voluntária de associados, amigos e parceiros e será muitas vezes condicionada por motivos alheios à própria UAV.

No entanto, estamos seguros que essa característica particular, pode continuar a conferir à sua intervenção a enorme riqueza e diversidade, que se lhe reconhece ao longo da sua história.

OUTRAS ACTIVIDADES A DESENVOLVER

·        I Encontro de Colectividades do Concelho de Vila Real em parceria com a CPCCRD
·        Comemoração Associativa do 1.º de Maio - tendo como finalidade envolver a comunidade em geral, os jovens e outras organizações culturais da cidade, garantindo que esta festa de confraternização de gerações, volte a ser representativa do “Trabalho, da sua importância e dos seus valores”, devolvendo a este dia a solenidade de outros anos, recuperando a tradição própria da UAV e da cidade de Vila Real;
·        Conferências na UAV - retomar o ciclo de conferências, iniciado em 2010 com o Ciclo de Conferências: “O Centenário da República e do Movimento Associativo”;
·        Debates e lançamentos de livros - (sempre que se mostrar oportuno, por iniciativa própria ou por proposta, a UAV acolherá o lançamento de livros e a realização de debates);
·        “Noites na União” - com a regularidade possível serão levadas a cabo várias iniciativas de convívio e animação tais como: Bailes (electrónicos, tradicionais, cafés-concerto), Sessões de cinema e teatro, ou outras formas de confraternização e convívio dirigidas apenas a associados e seus familiares.

ACTIVIDADES DINAMIZADAS PELAS SECÇÕES

- Desportiva
Secção com assinalável actividade no que respeita à modalidade de Sueca, contudo carece de reformulação para que se efective a presença dos associados nas próximas finais nacionais, dando condições também para poder alargar o seu funcionamento a outras modalidades como: Damas, Ténis de Mesa ou Gamão (já que todas elas tiveram considerável expressão na história da UAV).
Ao longo do ano, será ainda concedido apoio institucional e espaço físico a várias actividades de outras Colectividades do concelho, nomeadamente ao Grupo Bila Bikers, ao Núcleo de fundadores do Clube Automóvel de Vila Real, à Associação de Ciclismo de Vila Real, e à Associação Académica da Universidade de Trás Os Montes e Alto Douro.

- Oficina Tempos Livres
A Oficina de Tempos Livres, tem como objectivo promover o interesse pelas artes e o desenvolvimento de competências artísticas, promovendo assim também dessa forma o convívio.
Para o ano de 2013, prevê-se o reforço das condições funcionais da Oficina e como consequência o aumento da sua actividade (o que irá favorecer principalmente a captação de novas associadas e a difusão desta secção).

- Secção Cultural
Para o ano de 2013 pretende-se conseguir um reforço da equipa que irá trabalhar com o objectivo de conseguir as condições necessárias para desenvolver as diversas actividades projectadas e outras que se revelem úteis realizar. 

- Teatro
Actualmente apenas tem sido desenvolvida actividade por grupos que procuram o apoio na UAV, disponibilizando, em troca, a sua contribuição para o enriquecimento cultural. Um intercâmbio que é vantajoso e que se irá manter sempre que possível.

- Fotografia/Astrologia
A secção de fotografia/astrologia tem por objectivo suscitar o interesse dos associados e da comunidade, sendo que a acção a desenvolver ao longo do ano dependerá da sua dinamização, através de um curso/workshop de fotografia/astrologia e exposições de trabalhos.

 3. Entidades parceiras

A história associativa reflecte que a UAV constitui uma instituição de referência para múltiplas entidades que pontualmente a procuram em busca de parcerias. Estas parcerias, permitindo apoiar essas entidades no seu trabalho, auxiliando o seu crescimento, permitem igualmente à UAV, diversificar a sua actividade e aumentar a sua regularidade. Nesse sentido, a constituição de mais parcerias (formais ou informais) é uma linha orientadora para 2013 desde que sejam salvaguardados  objectivos consoantes com as linhas orientadoras da UAV e das actuais parcerias.


Em 2013, mantêm-se assim, as parcerias com a Imperialis Serenatum Tunix (Tuna Masculina da UTAD) e com os três grupos diversificados de Narcóticos Anónimos. Pretende-se ainda manter, e, se possível, alargar o trabalho em conjunto, com a Câmara Municipal de Vila Real, o Centro Regional de Segurança Social de Vila Real, a Junta de Freguesia de São Dinis e o Sport Club de Vila Real. 

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Bila Bikers - Passeio Inverno BTT


A União Artística Vilarealense associou-se à X edição do passeio de Inverno do Bila Bikers, disponibilizando o seu espaço da sala de convívio para o secretariado da prova.
Apesar do frio intenso, foram três centenas de inscritos que marcaram presença no passado dia 6 de Janeiro na X edição do Passeio BTT de Inverno do Bila Bikers, em Vila Real, provenientes de várias zonas da região norte, nomeadamente do Minho, Grande Porto, Douro Sul e Viseu, para além de forte presença de atletas da região transmontana e duriense e de alguns espanhóis.

A prova, sob o lema "Começa o ano a pedalar", teve um percurso de 45 quilómetros, com algumas dificuldades e exigências a nível físico e desenrolou-se pelas belas paisagens da Serra do Alvão, e onde a classificação final foi o menos importante. O primeiro a chegar, Francisco Travassos de Mirandela, demorou pouco mais de duas horas e trinta minutos.
Tal como em realizações anteriores, este Passeio de Inverno revelou-se um sucesso para os bila bikers e no final foram muitos aqueles que felicitaram a organização pela forma como tudo decorreu, mostrando mais uma vez que o clube sabe organizar provas de forma responsável, respeitando a legalidade e as regras estabelecidas.

A União Artística Vilarealense saúda a organização pelo sucesso atingido nesta iniciativa, agradece pela divulgação da nossa Instituição e promete estar disponível para outras parcerias no futuro.

Quotização 2018

O pagamento da quotização é um dever estatutário dos associados, tendo sido definido o seu valor em Assembleia Geral para o corrente ano em...